Busca de Filmes
Novidades
Dez anos sem Roberto Pires! 28/6/2011

Roberto Pires dirigiu 8 longas, além dediversos curtas e documentários, produziu, montou, realizou efeitos especiais ecenários, além de inventar soluções e equipamentos. Personalidade agregadora, ele teve 10 filhos.

Cineasta de muitas habilidades, construiu uma lente anamórfica e um sistema de som magnética para para realizar o primeiro longa metragem da Bahia, "Redenção" (1959), e dirigiu filmes importantes para o Cinema Novo e Ciclo Bahiano de Cinema, como "A Grande Feira" (1961) e "Tocaia no Asfalto" (1962). No RIo, realizou "Crime de Sacopã" (1963), e também de "Máscara da Traição" (1969), e "Em Busca do Su$exo" (1970).



A partir da década de 70, se interessa pela questão nuclear e milita contra o uso da energia atômica no mundo. Dentro dessa linha, realiza "Abrigo Nuclear" (1980) e "Césio 137", além de realizar documentários como "Alternativa Energética" (1982), e "Biodigestor" e "Energia Solar", os dois últimos em 1991, enquanto trabalhava para o Centro de Produção Cultural e Educativa (CPCE) da Universidade de Brasília (UnB).

Saiba mais: http://cinecluberobertopires.blogspot.com/

 


Mais novidades 24/06/2014 | Filmografia Baiana entra em nova fase 23/06/2014 | Fase 1: Mapeamento 22/06/2014 | Fase 2: Memória Viva! 10/06/2012 | Documentário Água de Meninos recupera memória da maior feira livre da Bahia 04/03/2012 | Festival de Cinema Universitário 28/11/2011 | II CachoeiraDoc de 7 a 11 de dezembro 10/09/2011 | 38ª Jornada Internacional de Cinema da Bahia 28/06/2011 | Dez anos sem Roberto Pires! 13/06/2011 | Festival 5 Minutos e Roque Araújo em ação! 24/05/2011 | Mais Cinema no interior da Bahia (4) 07/05/2011 | Mais cinema no interior da Bahia (3) 28/04/2011 | Mais cinema no interior da Bahia (2) 22/04/2011 | Mais cinema no interior da Bahia 16/04/2011 | Cinema Baiano no interior (3) 31/03/2011 | Cinema Baiano no interior 31/03/2011 | Novo site e nova etapa